quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

10 curiosidades que explicam porque as Filipinas são um país incomum



As Filipinas possuem uma área de 300 mil quilômetros quadrados e aproximadamente 7 mil ilhas – ou seja, um dos maiores arquipélagos da Ásia.

Ao ser descoberta pelos espanhóis, a região foi batizada de Las Islas Filipinas, em homenagem ao rei Felipe II. As Filipinas foram colônia espanhola por 300 anos.  Cedida pelos espanhóis aos Estados Unidos, as Filipinas foram controladas pelos norte-americanos até a sua independência, 1 898.

A capital do país é Manila. Muitas repartições do governo, no entanto, continuam funcionando na antiga capital: Cidade Quezon.

As Filipinas são um dos poucos países da Ásia de maioria cristã. Cerca de 90% do povo filipino segue o catolicismo. Residentes principalmente nas ilhas do sul, os muçulmanos representam de 5% a 10% da população.

A língua falada pela maioria da população tem uma peculiaridade muito interessante: 20% das palavras tem origem inglesa e outros 15%, origem espanhola. Não se espante se, durante uma visita ao país, descobrir algumas palavras familiares.

Nomes e sobrenomes em espanhóis são comuns nas Filipinas. Existem também inúmeras vilas e cidades com o mesmo nome de localidades espanholas, como Toledo, Valência, Múrcia etc.

As Filipinas são um grande exportador de mão-de-obra. Mais de 8 milhões de filipinos vivem no exterior, especialmente em países como Estados Unidos, Austrália, Espanha, Singapura, China e Hong Kong. Milhares de mulheres filipinas trabalham como empregadas domésticas – muitas vezes em regime de semi-escravidão – no exterior.

Muitas populações asiáticas preferem usar pauzinhos – conhecidos no Brasil como hashis – durante as refeições. Outras comem tradicionalmente com as mãos. Os filipinos, no entanto, preferem usar talheres ocidentais. E o detalhe é que o talher mais utilizado é a colher. 

Ao contrário do Brasil, onde a prática é proibida, as brigas de galos são comuns nas Filipinas. Os galos são treinados por seus donos e as brigas (normalmente mortais), acompanhadas por dezenas de apostadores.

Devido à localização, o arquipélago das Filipinas possui diversos vulcões (o mais conhecido é o Pinatubo) e sofre com terremotos. É também atingido com frequência por tufões. Um dos mais forte foi o tufão Hayan, que em 2 013 passou pela região com ventos de quase 300 quilômetros por hora.

Para mais curiosidades e informações sobre esse assunto, acesse: Mais Que Curiosidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário