terça-feira, 3 de janeiro de 2017

10 coisas que você não sabia e nem imaginava sobre Silvio Santos


Silvio Santos nasceu numa família de origem grega na cidade do Rio de Janeiro – mais precisamente no bairro da Lapa – no ano de 1930.

Silvio foi registrado como Senor Abravanel. O nome é uma homenagem a Dom Isaac Abravanel, que salvou Portugal da falência no século XVI.

Possui formação de técnico em contabilidade.

Começou a trabalhar aos 14 anos de idade como camelô no Rio de Janeiro. De início, vendia canetas e capinhas para título de eleitor.

Serviu ao exército aos 18 anos, mas precisamente na Escola de Paraquedistas. Nos dias de folga, trabalhava como locutor em uma rádio.

Conheceu o Baú da Felicidade quando a empresa funcionava num porão. Detalhe: o dono do Baú da Felicidade era Manoel da Nóbrega, pai do comediante Carlos Alberto de Nóbrega.

Começou na televisão em 1961 com um programa chamado Vamos Brincar de Forca. O sucesso foi tamanho que ele comprou duas horas da programação da TV Paulista para apresentar um programa dominical. Nascia assim o embrião do futuro Programa Sílvio Santos.

Realizou diversos concursos, digamos, “exóticos” em seu programa. Um deles foi o do nome mais feio do país. O vencedor foi um sujeito chamado Tropicão de Almeira.

Silvio corta e pinta os cabelos com o cabeleireiro Jassa há mais de 30 anos.

Quase se candidatou à presidência da República em 1989. Um ano antes, tentou concorrer ao cargo de prefeito de São Paulo. Detalhe: desistiu da prefeitura de São Paulo em virtude de problemas nas cordas vocais.

Veja outras curiosidades sobre esse assunto em: Mais Que Curiosidades

Nenhum comentário:

Postar um comentário