segunda-feira, 7 de novembro de 2016

10 tópicos para você entender o que foi a Santa Inquisição



A Santa Inquisição foi uma espécie de tribunal religioso da Igreja Católica Apostólica Romana. Foi criada em 1231 com o intuito de reprimir e castigar tudo o que fosse considerado heresia pela Igreja.

As punições impostas pela Inquisição iam da privação de “benefícios espirituais” a prisões, do confisco de bens à morte na fogueira.

Ao contrário do que é normalmente propagado, a tortura nunca foi usado em grande escala pela Santa Inquisição. Mas é sabido que centenas de pessoas foram cruelmente torturadas com o objetivo de arrancar confissões/revelar heresias.

Entre os mais terríveis instrumentos de tortura usados pela Inquisição estão: o corta-joelhos, o triturador de cabeças, o arranca-seios e a donzela de ferro (que, aliás, inspirou uma conhecida banda de heavy metal).

Apesar de seu caráter religioso, a Inquisição foi amplamente usada como instrumento político. Ela serviu para conter o avanço dos protestantes na Itália e para perseguir inimigo dos reis Fernando e Isabel na Espanha.

Tomás de Torquemada (um frade dominicano), o principal inquisidor espanhol, tinha tanto poder que rivalizava com os reis da Espanha. Calcula-se que ele tenha condenado à morte de 2 mil a 10 mil pessoas.

Conta-se que Torquemada rezava baixinho enquanto os suspeitos tinha sua pele queimada, unhas arrancadas e parafusos aplicados no polegar. As suspeitas de bruxaria eram despidas para que os inquisidores pudessem procurar em seus corpos tatuagens ou marcas que representassem o pentagrama invertido.

Os historiadores acreditam que 50 mil pessoas (a maioria mulheres) tenham sido condenadas à fogueira por suspeita de bruxaria, pacto com o diabo e até por “lançar mau-olhado” em regiões de países como Alemanha, Suíça, Polônia, Dinamarca e Inglaterra.

A Inquisição não só agiu no Brasil, como agiu em diversos países do continente americano, entre eles México e Peru. Também foram criados tribunais na África (Cabo Verde) e na Ásia (Goa). Calcula-se que 400 brasileiros tenham sido condenados por ela.

O Santo Ofício mudou duas vezes de nome. Hoje é conhecido como Congregação para Doutrina da Fé. Detalhe: Joseph Ratzinger, o papa Bento XVI, dirigiu a Congregação durante 24 anos. 

Para mais informações: Mais Que Curiosidades

Nenhum comentário:

Postar um comentário