sexta-feira, 21 de outubro de 2016

10 informações que você não conhecia sobre o óleo de soja



A soja é conhecida do ser humano há mais de 5 mil anos, mas só chegou na Europa no século XVIII. No Brasil, ela desembarcou no século XIX, mais propriamente no estado da Bahia.

A soja é um dos grãos mais “versáteis” que existem. Ela pode ser consumida na forma de sucos, leite, margarina, salda, óleos, queijos, farinhas, carnes...

Acredite se quiser, mas 70% dos alimentos processados contém soja em sua composição.

O óleo de soja é o mais utilizado pela população mundial no preparo de alimentos.

Quanto mais claro, melhor a qualidade do óleo de soja. Com o passar do tempo, ele acaba oxidando e adquirindo um aspecto escuro-avermelhado. Outro detalhe é que o óleo velho produz mais fumaça e adquire um gosto rançoso.

Qual o melhor tipo de óleo para fritar e cozinhar: soja, girassol, milho ou canola? Uma pesquisa feita no Reino Unido provou que o melhor é o azeite. Ele oxida menos em altas temperaturas, causando bem menos problemas como gastrite, problemas nas artérias e câncer.

O óleo de soja jogado nos ralos é um dos principais causadores de entupimentos nas tubulações de condomínios e cidades. Isso porque ele petrifica com o tempo, impedindo a passagem de outros resíduos de esgoto.

Óleos utilizados na cozinha são perfeitos para a fabricação de sabão. Mas o que nem todos sabem é eles possuem muito mais destinações. Podem servir de matéria-prima de resinas para tintas, biocombustíveis, lubrificantes, rações para animais etc.

Você sabia que é possível produzir biodiesel a partir do óleo de soja? Produzido atualmente por cerca de 60 usinas em todo o país, ele é misturado ao diesel de petróleo, em percentuais regulamentados por normas da ANP.

Agora, uma curiosidade sobre o óleo de canola. Você já deve ter consumido esse tipo de óleo alguma vez na vida, mas já viu uma plantação de canola? Provavelmente não porque essa planta simplesmente não existe. A palavra canola é uma abreviação de “canadian oil low acid” (óleo canadense baixo em ácido), um tipo de óleo cujo ingrediente principal é uma planta chamada colza.

Fonte: Mais Que Curiosidades

Nenhum comentário:

Postar um comentário