segunda-feira, 17 de outubro de 2016

10 informações curiosas sobre um metal muito precioso: o ouro



O ouro é tão difícil de ser encontrado que os especialistas calculam que existam apenas cinco quilos do metal para cada 1 milhão de toneladas de terra.

Como é demasiadamente mole, o ouro normalmente é endurecido formando liga metálica com metais como cobre e prata.

Quilate (K) é a medida de pureza do ouro. O ouro 24K é considerado 100% puro. Já o ouro 18K (o tipo mais usado pelas joalherias brasileiras), tem pureza de 75% do metal, enquanto que o 14K é 58% puro.

O ouro é sempre fundido em barras por que a forma retangular e cônica dos lingotes facilita o desmolde do metal. Outra vantagem é que as barras podem ser facilmente manuseadas e estocadas de maneira compacta nos cofres dos bancos.

O ouro é o único metal que não oxida.

Da pré-história aos dias atuais, foram descobertas 163 mil toneladas de ouro. Se todo esse ouro (que totaliza 8.445 metros cúbicos) fosse fundido e encaixotado, ele caberia em um prédio de 20 metros de altura.

O Eldorado é uma antiga lenda narrada pelos índios aos espanhóis na época da colonização. Falava de uma cidade cujas construções seriam todas feitas de ouro maciço. Vários aventureiros saíram em busca desse paraíso mítico, mas, ao que tudo indica, ele jamais será encontrado.

O ouro é usado por muitos países como reserva para os casos de recessões econômicas. É que, caso ocorra uma crise, a moeda do país pode perder valor, mas o ouro nunca perde.

As máscaras mortuárias são comuns em muitas culturas. A mais conhecida é a do antigo faraó egípcio Tutancâmon. Ela é a peça mais conhecida do túmulo do faraó. Foi feita com vidro, quartzo, turmalinas, turquesa, lápis lazuli  e 11 quilos de ouro. 

Você sabia que as medalhas de ouro distribuídas nos Jogos Olímpicos não são de ouro? Elas são em sua maior parte (92.5%) constituídas de prata.


Nenhum comentário:

Postar um comentário