segunda-feira, 3 de outubro de 2016

10 fatos que ajudarão a entender porque o Amazonas é o maior rio do mundo



Antes de ser batizado de Amazonas, o maior rio brasileiro era chamado pelos indígenas de rio Icamiabas. O detalhe é que Icamiabas designava as mulheres que viviam sem homens, como as amazonas da mitologia grega.

Um dos afluentes do Amazonas, o rio Negro, possui mais água do que toda a água doce da Europa.

Só para se ter uma ideia quantidade de água doce despejada no Atlântico pelo Amazonas: a salinidade do mar é mais baixa do que o normal até 150 quilômetros mar adentro.

Durante as cheias, o rio Amazonas pode chegar a medir 50 quilômetros de uma margem a outra.

A ilha de Marajó não é uma ilha, mas um arquipélago com cerca de 2.000 ilhas.  A área de Marajó é maior do que a Suíça.

O maior arquipélago fluvial do mundo é o de Mamirauá, no leito do rio Negro. Acredite se quiser, mas o Mamirauá é formado por mais de 700 ilhas.

Imagens de satélites mostram o crescimento do litoral da Guiana Francesa e do estado do Amapá, no Brasil. A explicação está na quantidade de sedimentos despejados no oceano Atlântico pelo rio Amazonas.

O segundo maior arquipélago de água doce do mundo também fica na região amazônica e se chama Anavilhanas. Localizado no estado do Amazonas, o arquipélago de Anavilhanas é formado por cerca de 400 ilhas.

O maior peixe de água doce do mundo é o Pirarucu, uma espécie típica do Amazonas. Um pirarucu é capaz de atingir até 2,5 metros de comprimento e pesar 250 quilos.

É possível encontrar tubarões e outros peixes do mar no rio Amazonas. Tubarões já foram vistos 400 quilômetros rio acima. 

Mais informações: Mais Que Curiosidades

Nenhum comentário:

Postar um comentário