segunda-feira, 3 de outubro de 2016

10 coisas muito curiosas sobre a vida e a carreira de Raul Seixas



Raul Seixas nasceu na cidade de Salvador, estado da Bahia, em 28 de junho de 1945, filho de Raul Varella Seixas e Maria Eugênia Seixas.

Antes de desejar se tornar cantor, o maior sonho do menino Raul era ser escritor. Ele gostava de criar textos, poesias e histórias em quadrinhos.

O primeiro ídolo de Raul foi Luiz Gonzaga, o chamado Rei do Baião. Mas quem influenciou sua vida para sempre foi o Rei do Rock: Elvis Presley. Raul Seixas era “fã de carteirinha” de Elvis.

Alguns fãs, sites e biógrafos contam que Raul escreveu a música Metamorfose Ambulante aos 12 anos de idade.

O primeiro grupo musical do jovem Raul chamava-se Os Relâmpagos do Rock.

Pouca gente sabe, mas o futuro Maluco Beleza produziu artistas e compôs músicas para a Jovem Guarda, entre elas Ainda Queima a Esperança, Tudo o Que é Bom Dura Pouco e Doce, Doce Amor.

No final dos anos 1960, Raul conheceu Mick Jagger, que o incentivou a cantar música africana (????).

A parceria com o hoje escritor Paulo Coelho começou no início da década de 70 (mais propriamente 1973). Juntos, Raul e Paulo compuseram músicas como Al Capone, Eu Nasci Há 10 Mil Anos Atrás, Sociedade Alternativa, Gita, A Maça e Tente Outra Vez.

Gita é uma música baseada no Bhagavad-Gita, clássico religioso hindu. O Bhagavad-Gita é, na verdade, parte do épico Mahabarata, escrito  no século IV a. C. Seu significado? Canção de Deus.

Em 1982, Raul foi preso na cidade Caieiras, Grande São Paulo, sob a acusação de ser um impostor. Ele estava bêbado e não tinha documentos e, por isso, nem os fãs, nem a polícia acreditaram que ele fosse ele mesmo. 

Mais informações: Mais Que Curiosidades
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário