terça-feira, 18 de outubro de 2016

10 bizarrices sobre o sexo no reino animal




O maior pênis do reino animal é, sem dúvida, o da baleia-azul, com 2 metros. Detalhe: ele possui, no máximo, 50 centímetros de circunferência. Outro detalhe: os testículos pesam 10 quilos.

O menor pênis entre os mamíferos terrestres é o do musaranho, com apenas 5 milímetros. Já o maior é o do elefante, que pode chegar a 1,5 metro de comprimento.

As fêmeas da hiena possuem uma espécie de pseudo-pênis. Isso dificuldade um pouco a vida dos machos. Para copular, eles precisam introduzir o seu pênis no pseudo-pênis da parceira.


O órgão reprodutor dos caracóis fica no pescoço. Além do mais, esses animais são hermafroditas.

O orgasmo do porco pode durar até 30 minutos.

A vida sexual do hamster começa aos 45 dias (isso mesmo: dias!) de idade. O macho é capaz de copular com seis fêmeas num único dia.

Verdadeiros tarados, é isso o que os golfinhos machos são. Além de copular várias vezes ao dia, eles tentar fazer sexo com objetos inanimados, tartarugas… Bandos de machos também cometem estupros coletivos.

O cio da fêmea do chimpanzé dura 34 dias. Nesse período, ela transa cerca de mil vezes. Detalhe: com vários machos.

O pequeno rato-marsupial da Austrália (imagem acima) chega a transar até 12 horas seguidas. Ele produz tanta testosterona que ela prejudica seu sistema imunológico, levando-o à morte cerca de 10 dias após o acasalamento.

Quando a fêmea do peixe-palhaço (eles são conhecidos pelo desenho Procurando Nemo) morre, o macho assume o seu lugar transformando-se em fêmea.


Nenhum comentário:

Postar um comentário